Pages

Rosto Angelical


As radiações solares são divididas em ultravioletas (UV), luz visível e infravermelha. As radiações UV são as mais prejudiciais ao nosso corpo. Tanto a radiação UV do tipo A, de maior penetração na pele, quanto a UVB, de menor penetração, costumam causar lesões visíveis e invisíveis.

Um exemplo típico de lesão visível causada pelos raios UV são as queimaduras de sol, sardas e manchas. Danos invisíveis ocorrem nas células da pele e, à medida que ficamos expostos, estes prejuízos se somam com o passar do tempo e promovem o aparecimento de rugas e manchas. Além disso, podem levar ao espessamento da pele e, nos casos mais intensos, a tumores malignos. Tais alterações podem ser sentidas com o passar de 20 a 30 anos.

Por conta destas manifestações que ocorrem devido à exposição cumulativa ao sol, a pele deve ser protegida desde muito cedo. Crianças precisam começar a utilizar meios de proteção o mais precocemente possível e cabe aos pais tomar as devidas providências para que os pequenos possam aproveitar os dias quentes e ensolarados sem correr riscos.

Para aproveitar o sol na medida certa, minimizando os efeitos nocivos do sol:

 Evite a exposição solar entre 10hs e 16hs;

Use filtros com fator de proteção superior a 15 e que contenham barreira contra raios UVA e UVB;

Reaplique o filtro a cada 1½ hora e sempre que a criança sair do mar ou piscina;

Utilize protetores hipoalergênicos;

Prefira aqueles que são mais resistentes à água;

Abuse de chapéus, bonés, roupas que cubram uma extensão maior da pele da criança, como camisetas, bermudas ou calças de tecidos leves.

1 comentários:

Merlin disse...

Gostaria de ver outras reportagens com essa bela modelo.
meu contato: mmutrin@gmail.com

Postar um comentário